Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘invoker’

É isso aí galera, estou escrevendo mais um reporte de campanha. Desta vez quem mestrou foi o Yuri, que nunca tinha mestrado D&D4th edition. Ele preparou uma aventura introdutória level 1 para ensinar os jogadores as regras da quarta edição e em seguida, mestrou uma aventura pronta (modificada) para os mesmos personagens no lv4.

No grupo tínhamos um deva invoker, um anão fighter, gnomo bardo, elfo ranger (meu personagem) e um tiefling “consultor de segurança”.

Aventura introdutória: O tesouro dos halflings

Os personagens foram teleportados para uma sala com um altar aonde um halfling rezava fervorosamente. Ele implorava a seu deus por ajuda e nós aparecemos. Estávamos confusos, escutamos barulho de muitas pessoas fora da sala gritando ameaçadoramente e correndo em nossa direção. Rapidamente, bloqueamos a porta com uma mesa e umas cadeiras empilhadas e interrogamos o pequenino. Ele nos explicou que contratou um grupo de mercenários/piratas para trazê-lo até aquele templo “abandonado” para recuperar o tesouro q foi roubado de sua vila. Mas, aos chegar lá, os piratas começaram a saquear o templo e iam matar o halfling. Ele nos prometeu pagamento para ajudá-lo a lidar com os piratas e recuperar seu tesouro. Não podíamos saquear nada do templo pois ele era dedicado a um deus bom (Pelor, Gond, não lembro).

Então nos preparamos para o combate. Eu fiquei no fundo da sala e preparei uma ação para assim que alguém entrasse na sala tomasse duas flechadas (Twin Strike). O guerreiro e o ladrão ficaram ao lado da porta esperando os oponentes entrarem. O bardo e o invoker ficaram no meio da sala. A porta quebrou. Uma horda de bandidos saltou a mesa que bloqueava a porta e adentrou a sala. O primeiro que entrou tomou as flechadas e caiu. Alguns cairam ao tomar o ataque de oportunidade do guerreiro e do ladino, mesmo assim, muitos sobreviveram. Os que sobreviveram foram fulminados pela fúria divina do invoker (eram minions). Uma segunda leva de combatentes entra escoltando o pirata-capitão. São bem mais fortes, mas nossa posição defensiva nos garantiu uma enorme vantagem. Vencemos sem maiores problemas.

Passamos a explorar o templo, descemos uma escadaria e percebemos que havia alguém escondido nas sombras no final do corredor. A criatura nos indagou qual era nosso propósito, falamos sobre o halfling e seu tesouro e a criatura nos disse que ela tinha roubado esse tesouro da vila e não iria devolver. Então, desferi duas flechadas na criatura (tirei 20), os outros avançaram pelo corredor e chegamos nesta cena:

Sala em movimento

Sala em movimento

Sala em movimento 2

Sala em movimento 2

Ao pisarmos nas primeiras placas do piso, ativamos uma armadilha que fazia o piso se mover segundo o padrão da primeira figura (olhe as setas). E das sombras, surgiu um filhote de dragão (representado pela mini de papel de goblin) que nos atacou. Logo na primeira baforada ele feriu quase todos (estávamos aglomerados). Os personagens que atacavam a longa distância voltaram para a escada e deixaram os de combate corpo a corpo engajados no combate. Assim que o piso e as paredes se moveram, perdemos a linha de visão para o dragão e tivemos que nos aproximar para atingí-lo. Assim que o derrotamos, seguimos em frente e encontramos uma jaula com uma halfling dentro.
O halfling abre a jaula e abraça a moça dizendo: “MEU TESOURO!”
os jogadores olharam pro mestre com aquela cara de SEU FDP, ESSE ERA O TESOURO DOS HALFLINGS?!?
Pois é, vai ver ela é a única fêmea da vila halfling, tipo a Smurfete – falei
Encontramos algumas moedas escondidas que foram saqueadas pelo dragão e fim da aventura.
Foi o suficiente para os novos jogadores aprenderem as mecânicas básicas do jogo.
Pausa para o lanche e seguimos para o jogo de verdade.
The Storm Tower
Essa é uma aventura pronta que foi jogada pela galera do podcast da Wizards (Jim Darkmagic é o melhor!). Ela está disponível pros DDInsider aqui. Ela se passa nos arredores de Fallcrest (a cidade genérica q está no Dungeon Master Guide). Basicamente, o lord de Fallcrest ordenou a reconstrução de uma torre vigia, mas a equipe de reconstrução foi atacada e provavelmente morta pela gangue dos Caveira Amarela. Ele contrata nossa equipe de aventureiros para recuperar os corpos dos soldados e dos anões para realizar um funeral digno e expulsar a gangue dali.
Um anão sobrevivente da invasão a torre nos acompanha até o local. Chegando lá, vimos o acampamento destruído e alguns capangas vigiando.
Eu (ranger) me escondi na floresta (stealth) e disparei flechadas neles. Enquanto que o resto da galera combatia em terreno aberto. Estávamos vencendo, quando um dos capangas aparece ameaçando um anão com adaga no pescoço. Larguem as armas ou eu mato o anão! – ele disse. Por um lado, ficamos felizes pelo anão estar vivo. Isto podia significar que outros também estivessem. Os heróis baixaram as armas e iniciamos uma negociação.
Durante a conversa, o anão pisou no pé do seu captor e se libertou, correndo em nossa direção. Nisso, eu desferi flechadas no sequestrador. A galera continuou o combate. O anão ficou perto do invoker, mas, em determinado momento, o anão sacou uma arma e atacou o invoker de surpresa. Não estávamos entendendo o porquê disso, quando o anão que nos trouxe (Sorik) disse que ele era um impostor, talvez um doppleganger/changeling. O combate continuou, eu ainda estava  na floresta flechando os inimigos de longe quando zumbis apareceram por trás e me cercaram. Eu não tinha para onde fugir, teria que sacar a espada. Mas, o invoker conseguiu se aproximar e expulsar os mortos. Vencemos o combate e entramos nas ruínas da torre (só o subterrâneo estava intacto).
Ruins of Storm Tower

Ruins of Storm Tower

Descemos as escadas e chegamos numa sala assim:
Sala 01

Sala 01

Os bandidos em cima da plataforma atacavam com bestas, deixando os personagens atordoados. No centro da sala fomos cercados pelo Chomper, um constructo e um berserker. No primeiro turno, fui para trás do berserker e, juntamente com o bardo, o deixamos assim ó:
O Senhor dos Anéis

O Senhor dos Anéis

O Berserker estava apanhando muito, mas o Chomper batia forte e conseguiu capturar o anão, além disso, os bandidos com besta atrapalhavam bastante. Derrubamos o Berserker e estávamos terminando com o Chomper, quando, debaixo da plataforma de madeira, surgiu um assassino e me atacou de surpresa. Consegui evitar o golpe e fugir para longe. O anão correu para neutralizar o assassino e enquanto isso, os outros passaram a atacar os bandidos da plataforma. Terminamos o combate, encontramos uma jaula com alguns anões vivos, os libertamos, descansamos um pouco e continuamos.
Anões in box

Anões in box

Chegamos a um corredor cheio de armadilhas. Lança chamas na parede, iron maidens, tudo muito perigoso.
Corredor da paranóia

Corredor da paranóia

Passado o corredor, encontramos um enigma.
Genius

Genius

Sofremos um pouco para decifrar os enigmas, mas conseguimos. Encontramos então a sala com um necromante e uma horda de mortos vivos.
Encontro final

Encontro final

Foi um combate feroz, mas o invoker tinha muita facilidade para derrubar nosso oponentes mortos vivos. Com o caminho livre, o guerreiro e o “consultor de segurança” se aproximaram do necromante. Então, ele conjurou um “Decepticon”:
O último desafio

O último desafio

O bicho era duro na queda, torramos todos nossos recursos e vencemos!
Revistamos a sala, encontramos tesouro e uma estranha caveira dourada. Levamos tudo de volta pra Fallcrest. Ficamos feliz por termos conseguido resgatar alguns anões ainda com vida.
Os jogadores já tinham jogado as versões anteriores de D&D, mas não tinham jogado a quarta edição. Eles gostaram do combate dinâmico, mas tiveram algumas dificuldades por terem os sistemas antigos em mente. Saímos com a alma lavada de overdose de D&D (o jogo começou as 15:00 e terminou as 5:00). Foi bem divertido. Note o cuidado que o mestre teve em preparar os props pro jogo (deve ter sido um saco recortar e colar as miniaturas de papel). Aliás, ele até preparou um dungeon master screen baseado no arquivo que o Tio Nitro disponibilizou:
DM
lado direito
lado esquerdo
Fotos by Yuri
Anúncios

Read Full Post »