Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘dungeons’

Após muitos comentários e até um podcast sobre o Dungeons and Dragons online, não aguentei e quebrei meu voto de não jogar mais os cardgames colecionáveis e mmorpg (pq eu vicio fácil). Pelo menos esse é um jogo gratuito (com restrições leves).

O jogo é ambientado em Eberron, mais especificamente em Xendrik. É um mundo tecnomágico a la Final Fantasy (e lá vem pedrada dos fanboys). Eu curti bastante pq pretendo mestrar nesse universo.

A jogabilidade parece com Zelda pra Nintendo 64 só que multiplayer e com regras adaptadas de Dungeons and Dragons. Vc anda com as setas do teclado e ataca/seleciona coisas com o botão do mouse. Pega as quests com os NPCS, entra nas dungeons, mata monstros e resolve puzzles (aliás eu curti muito os quebra cabeça e armadilhas da primeira parte do jogo).

Os cenários podem ser explorados para te garantir vantagem (ou desvantagem)  tática no combate. Há muitas plataformas, lugares para se esconder, armadilhas, corredores estreitos, O que torna a coisa mais divertida. Há uma missão, por exemplo, em que vc tem que defender uma fortaleza e matar uns 200 kobolds + boss. É uma missão para ser feita em um grupo completo. Mas, fazendo uso da tática de guerrilha, dos ensinamentos de Sun Tzu e um pouco de metagame, venci essa missão sozinho com meu fighter anão. Mas em compensação, jogando sozinho, não consigo detectar nenhuma armadilha, tomando muito dano. Além de não conseguir abrir portas e baús trancados, deixando de pegar alguns tesouros.

As quests têm diversos níveis de dificuldade: Solo, Normal, Hard, Elite, Epic. Vi muitos jogadores que procuram fazer todas as quests em todos os níveis disponíveis. Sinceramente, eu não tenho paciência para refazer dungeon. Já vou logo passando para outra.

Uma coisa que estranhei no começo foi que as cidades são os únicos lugares onde vc pode ver outros jogadores. Fora delas vc está sozinho, a não ser que forme um grupo de aventureiros na cidade, aí eles aparecerão no mapa junto com vc, permitindo que vcs explorem as dungeons juntos. Normalmente naqueles joguinhos coreanos free, todos os jogadores aparecem no mesmo mapa, gerando muito lag, vários noobs enchendo a paciência, player killers, leechers, looters, harassers, bots, kill stealer…Nesse, não tem tanto stress. As lutas entre jogadores são feitas na arena da taverna, o tesouro e xp é repartido automaticamente pelo computador, só entra no seu mapa a galera da tua party (de vez em qdo tem uns mané que saem da party no meio da quest, o que é desagradável), Os noobs ainda enchem o saco, mas pelo menos não roubam teus itens e xp.

O jogo tem uma versão “mais leve” e uma “pesada”. Baixei a mais leve e consigo rodar tranquilamente no meu computador que não tem uma boa placa de vídeo.

Quem estiver com uma conta Free, só pode subir até o quarto nível (level cap), mas é possível pegar (com certa facilidade) um item que aumenta o seu limite de nível para oito (vc deixa de pegar o tesouro e pega esse item). Acredito que existam outros medalhões que permitam subir para níveis mais altos.

Outra coisa é que somente os pagantes podem ter acesso à raça dos warforged e drow (tem um esquema para jogar com drow mesmo com conta free, mas não cheguei nessa parte ainda). Essa limitação existe para as classes também. Tem uma chamada Favored soul que só pagantes podem escolher.

Enfim, gostei bastante de DDO e não me viciei. Entro no jogo, cumpro uma quest com uma party de gringos genérica e desconecto. Consigo viver minha vida real sem muita interferência.

Read Full Post »